.lista 2008

15 livros
.Historias de Cronopios y de Famas, Julio Cortázar (dez)
.Klimt, Laura Payne (dez)
.Poesia Completa de Alberto Caeiro, Fernando Pessoa (dez)
.O Olho e o Espírito, Maurice Merleau-Ponty (out)
.Todos os Fogos o Fogo, Julio Cortázar (out)
.Octaedro, Julio Cortázar (ago)
.Poemas Rupestres, Manoel de Barros (jul)
.Le petit Nicolas, René Goscinny
.O Livro do Desassossego, Fernando Pessoa (set)
.Gerência de Produtos, Fauze Najib e Dilson Gabriel (fev)
.O Shodô e o Corpo, Cecília Noriko Ito Saito (fev)
.Redesign, Takeo e Hara Kenya (jan)
.Japanese Paper Dolls, Komako Ishigaki (jan)
.Desorientais, Alice Ruiz S (jan)
.Ficções, Jorge Luis Borges (jan)

55 filmes/longas/curtas/documentários
.Vicky Cristina Barcelona
.Iklimler
.Babel
.La Petite Jérusalem
.The Science of Sleep
.Aniceto
.Ensaio sobre a Cegueira
.Once
.Cherry Blossoms-Hanami
.Sopro
.Só
.Trip
.9 Songs
.Across the Universe
.Wakabayashi
.Shortbus
.Les Chansons D'Amour
.She Dreamt We Dreamt
.Mentepsicose
.Rivadavia2010
.El Mismo Amor, La Misma Lluvia
.Memória
.Nanofania
.Materias dos Sonhos
.Andarilho
.Coeurs
.Rummikub
.Menino Aranha
.Landau 66
.Domingo de Páscoa
.Areia
.Animadores
.Quem somos nós?
.Nome Próprio
.La Fille Coupée en Deux
.Lady Vingança
.Hors de Prix
.Mona Lisa Smile
.Jogo Subterrâneo
.Estômago
.Fôlego
.ShopGirl
.Corra Lola Corra
.My Blueberry Nights
.O Sonho de Cassandra
.Juno
.2 dias em Paris
.XXY
.O Livro de Cabeceira
.Maria Antonieta
.Caçador de Pipas
.A culpa é do Fidel
.Um amor jovem
.Desejo e Reparação
.p.s.i love you

16 shows | 11 teatro/dança | 17 exposições
.Orquestra Popular da Bomba do Hemetério | casa das rosas (dez)
.Mundo Livre S.A | casa das rosas (dez)
.Papiers à la Mode | FAAP (dez)
.Biblioteca Nacional de la República Argentina | Imágenes en la memoria (nov)
.Centro Cultural España Córdoba | Cuerpo Urbano (nov)
.Museo Municipal de Arte Moderno Mendoza (nov)
.Centro Cultural Recoleta | Prohibido no tocar (nov)
.Museo Nacional de Bellas Artes (nov)
.Museo Nacional de Arte Decorativo (nov)
.Centro Cultural Borges | Art Vertising (nov)
.Malba | expo mercado (nov)
.Museo Sívori (nov)
.Vicent y los cuervos (nov)
.Aquela Mulher (nov)
.Estação Pinacoteca | Beatriz Milhazes (nov)
.Memória do Mundo (nov)
.Mostra SESC de Artes 2008 (out)
.Parque da Luz (set)
.Museu da Língua Portuguesa| Machado de Assis (set)
.Simpósio:100 Anos de Imigração Japonesa (set)
.300% Spanish Design (set)
.Pocket Show | Vive la Fête (set)
.Pocket Show | Álbum Branco (set)
.Um segundo e meio (set)
.19° Festival Internacional de Curtas-Metragens (ago)
.O Barulho Indiscreto da Chuva (ago)
.Eddie (ago)
.3 na Massa (ago)
.Mário Sève (ago)
.Senhora dos Afogados (jul)
.3 na Massa (jul)
.Artista da Fome (jul)
.Macaco Bong (jul)
.Burro Morto (jul)
.Pedra Branca (jul)
.La Fin des Terres (jun)
.Forró da Lua Cheia (jun)
.Móveis Coloniais de Acaju (jun)
.Casa de Farinha (jun)
.Sonhos (abril)
.Tokyogaqui (abril)
.O que refletem esses pedaços (mar)
.Cataia (mar)
.Spokfrevo Orquestra (fev)
.A Obscena Senhora D (jan)

.instrucciones-ejemplos sobre la forma de tener miedo | 17

En un pueblo de Escocia venden libros con una página en blanco perdida en algún lugar del volumen. Si un lector desemboca en esa página al dar las tres de la tarde, muere. ...

.instrucciones para llorar | 13

...Llegado el llanto, se tapará con decoro el rosto usando ambas manos con la palma hacia dentro. Los niños llorán con la manga del saco contra la cara, y de preferencia en un rincón del cuarto. duración media del llanto, tres minutos.

.Historias de Cronopios y de Famas

Trouxe de buenos 56487814548751 livros e revistas. Estou relendo (agora em español) Historias de Cronopios y de Famas, realmente Cortázar é fantásti-co!

.os grandes trechos | na floresta do alheamento | 471

...Cheios, sim, do tédio de ser, de ter de ser qualquer coisa, realidade ou ilusão - e esse tédio tinha a sua pátria e a sua voz na mudez e no exílio dos lagos... E nós, caminhando sempre e sem o saber ou querer, parecia ainda assim que nos demorávamos à beira daqueles lagos, tanto de nós com eles ficava e morava, simbolizado e absorto...

.desassossego 461

Sabendo como as coisas mais pequenas tem com facilidade a arte de me torturar, de propósito me esquivo ao toque das coisas mais pequenas. Quem, como eu, sofre porque uma nuvem passa diante do sol, como não há-de sofrer no escuro do dia sempre encoberto da sua vida?

.o guardador de rebanhos | p108

EU QUERIA TER o tempo e o sossego suficientes
Para não pensar em cousa nenhuma,
Para nem me sentir viver,
Para só saber de mim nos olhos dos outros, reflectido.

.capitu


acabou! lindo, lindo, lin-do. pra quem perdeu no youtube tem todos os capítulos. detalhe:eu, em tempos atuais, comprei uma fita VHS com o intuito de gravar todos os capítulos, mas por ironia não consegui aprender ainda como se usa o arcaico vídeo cassete. :P

ahhhh a cena do giz correndo, palavras frases inteiras sublinhadas-faladas, cenas contra luz, danças de escobar, graça de dom narrador, lin-do2...:´)
machado prometo te ver em breve!

.o guardador de rebanhos | p51

...Sim, mesmo a mim, que vivo só de viver,
Invisíveis, vêm ter comigo as mentiras dos homens
Perante as cousas,
Perante as cousas que simplesmente existem.
Que difícil ser próprio e não ser senão o visível!

.poemas inconjuntos | p160

...Não sabia que caminho tomar
Mas o vento soprava forte,
E segui o caminho para onde o vento me soprava nas costas.
Assim tem sido sempre a minha vida, e assim quero que possa ser sempre -
Vou onde o vento me leva e não me deixo pensar.

.o guardador de rebanhos | p20

...Por isso ele tinha aquela grande tristeza
Que ele nunca disse bem que tinha,
Mas andava na cidade como quem não anda no campo
E triste como esmagar flores em livros
E pôr plantas em jarros...

.o guardador de rebanhos | p106

...E que se ela é a água o melhor é chamar-lhe água;
Ou, melhor ainda, não lhe chamar cousa nenhuma,
Mas bebê-la, senti-la nos pulsos, olhar para ela
E tudo isto sem nome nenhum.

.o guardador de rebanhos | p142

...Fecho os olhos, e o meu corpo, que está entre erva,
Pertence inteiramente ao exterior de quem fecha os olhos -
à dureza fresca da terra cheirosa e irregular;
E alguma coisa dos ruídos indistintos das coisas a existir,
E só uma sombra encarnada de luz me carrega levemente nas órbitas,
E só um resto de vida ouve.

.o guardador de rebanhos | p139

...Durmo com a mesma razão com que acordo
E é no intervalo que existo.

Nesse momento, em que acordei, dei por todo o mundo -
Uma grande noite incluindo tudo
Só para fora.

.o guardador de rebanhos | p16

...Mas a minha tristeza é sossego
Porque é natural e justa
E é o que deve estar na alma
Quando já pensa que existe
E as mãos colhem flores sem ela dar por isso...

.mutandina | quaquer

.teatro | buenos aires

uma das coisas que gostei em buenos aires foi descobrir lugares escondidos, andar em ruas aleatórias sem saber direito aonde ir, pegar o primeiro ônibus que aparecesse só pra conhecer um pouco mais a cidade, fazia muito isso logo que vim para São Paulo e voltei a fazer isso lá. gosto da sensação de me sentir um pouco perdida, sem direção, com receio de entrar em determinada rua e mesmo assim seguir em frente. foi assim, que um dia voltando para o hostel, sozinha, vi uma porta estreita entreaberta, entrei, um pátio gigante, meio escuro, percebi que era um centro cultural, há muitos deles espalhados por buenos aires. tinham duas peças de teatro, uma de tango, me pareceu artificial, um tanto quanto duvidosa e outra sobre vincent van gogh, o mais comum seria assistir a de tango, já que estava em buenos aires, segui minha intuição e fui ver vincent.
Hola Vincent, sigue sintiendo perdido, solo y melancolico?
...yo comprendo.

.aniceto | buenos aires


saímos do hostel tranquilamente, pegamos o metrô e ele não andava, deu o horário da sessão e a gente estava dentro do vagão, saímos correndo pelas ruas de palermo, cortamos caminho pelo shopping, patinamos no chão escorregadio (cena bizarra), deu tempo. fomos ver aniceto, filme argentino de leonardo favio, indicação da recepcionista do hostel, falou que era um filme incomum, de difícil aceitação, mas que era muito bom, ela gostava do trabalho dele, que era o queridinho do cinema argentino. ótimo, esse mesmo, até porque as opções em cartaz não eram das melhores. é um filme pra ver no cinema, tinha horas que me esquecia que estava vendo um filme, parecia que era um espetáculo de dança, podia jurar que a qualquer momento eles iriam saltar da tela e pular do palco, a iluminação, cenário eram bem teatrais e a proporção dos atores na tela era no tamanho real, isso ajudava a dar essa impressão. caras e bocas, exageros, expressão corporal impecável, expressão facial bem a desejar, mas cenas lindas, trilha sonora muito boa, foi o meu tango que não vi em buenos.

.doris


banda argentina que conheci na tenda do Malba. muy buena

.pessoa mochileiro

levei Pessoa para dar um passeio, ele foi escolhido a dedo antes da viagem, infelizmente ou felizmente ele não foi uma companhia constante, sim, ele estava lá dentro da bolsa me esperando, vendo os parques, os museus, as ruas, os prédios antigos, ouvindo conversas aleatórias com pessoas aleatórias, andou pela rua jorge luis borges até chegar na decepcionante plaza cortázar, viu o mário me desenhar em córdoba, viu o aconcágua e neve no chile, as ruas cheias de árvores e as pessoas mais lindas da argentina em mendoza, foi ao teatro e ao cinema argentino, me viu conhecer pessoas de todos os cantos do mundo, jogando os mesmos jogos de baralho, me viu tomar sorvete freddo e um outro melhor ainda em palermo, me viu dançar ragaton, cumbia e eletrônica, conheceu muita música e bandas locais, entrou em 548451545123154 livrarias, conheceu a biblioteca nacional, viu exposições, muitas, milhares, andou de bicicleta em mendoza, conheceu bodegas e vinícolas, me viu experimentar vinhos e cervejas, me viu comer muito sanduiche de jámon crudo con queso, bifes gigantescos com batatas, choripans, empanadas, visitou o cemitério da recoleta, puerto madero, san telmo, caminito e todos os lugares turísticos, viu tango de rua, visitou lojitas fofas de design e craft, andou de autobus e subte, fez um tour pela universidade de palermo, entrou em muitas igrejas e catedrais,passou mais de 26 horas dentro de um ônibus sem uma parada, a base de alfajor, sanduiche e mirinda(fanta laranja), me viu colocar o pé nas águas geladas de viña del mar, andou de bondinho em valparaiso, viu muitos graffitis e arte de rua, me viu passar um tempo perdida nas ruas de buenos aires, com pensamentos silênciosos e me viu passar dias rindo e sorrindo com pessoas super queridas. Nesses 19 dias, quase não o abri, mas ele acompanhou e viveu, tudo.

.ya volvi

por onde começo a sublinhar, tantas coisas, tantas pessoas, tantos lugares, tantas risadas, tantos pensamentos....aca estoy,la misma....o no.

.goooo

vou ali viver num mundo paralelo e já volto! ;D

.Takagi Masakatsu | Girls

.p76

Se quisermos compreender a linguagem em sua operação de origem, teremos de fingir nunca ter falado, submetê-la a uma redução sem a qual ela nos escaparia mais uma vez, reconduzindo-nos àquilo que ela nos significa, olhá-la como os surdos olham aqueles que estão falando, comparar a arte da linguagem com as outras artes de expressão, tentar vê-la como uma dessas artes mudas...

.lisandro aristimuño | el árbol caído



site:lisandro aristimuño
Estoy cansado pero no vencido • Anestesiado pero no dormido • Estoy mareado, desaliñado • Enamorado del árbol caído.
He madrugado lunes y domingos • Desesperado por no ser tú abrigo • Estoy ahogado en tu saliva • Enamorado del árbol caído.
Cuidare tu sonrisa y • Algún día me sonreirás.
Vi la belleza de tus ojos negros • Desde temprano cuando ladra el perro • Fui las mañanas desde la orilla • Del otro lado del árbol caído.
Soñare pasarte a buscar y • Algún día me atenderás a mi.

.p75b

Aparentemente, não há lacuna aqui, nenhum silêncio falante. Mas o sentido das expressões que se estão realizando não pode ser desse tipo: é um sentido lateral ou oblíquo, que se insinua entre as palavras - é uma outra maneira de sacudir o aparelho da linguagem ou da narrativa para arrancar-lhe um som novo.

.p75a

A palavra não escolhe somente um signo para uma significação já definida, como se vai procurar um martelo para pregar um prego ou um alicate para arrancá-lo. ateia em torno de uma intenção de significar que não se guia por um texto o qual justamente está em vias de escrever.

.expo beatriz milhazes | estação pinacoteca


Exposição Beatriz Milhazes na estação Pinacoteca. vai até dia 30 de novembro, vale muito ver!

.p119

Não se obtém aquilo que se procura com demasiada deliberação, e, pelo contrário, as idéias, os valores não deixam de vir àquele que soube em sua vida mediante libertar-lhes a fonte espontânea.

.p146

São as faltas de alguém, não de um outro, pois somos sempre o que já fomos em meio ao mundo e aos outros. E se disso fugimos, do contato com os outros, é porque fugir disso é o que nos compõe.

.p46

Mas essa decepção é a do falso imaginário, que reclama uma positividade que preencha exatamente seu vazio. É o lamento de não ser tudo...

.p71b

...No próprio momento em que a linguagem enche nossa mente até as bordas, sem deixar o menor espaço para um pensamento que não esteja preso em sua vibração, e exatamente na medida em que nos abandonamos a ela, a linguagem vai além dos "signos" rumo ao sentido deles.

.p71a

Se sua palavra o satisfaz, é por um equilíbrio cujas condições ela própria define, por uma perfeição sem modelo. Muito mais do que um meio, a linguagem é algo como um ser, e é por isso que consegue tão bem tornar alguém presente para nós...

.shugo tokumaru | button


[+]Green Rain
[+]Metrion
[+]Karte

.p42

Talvez agora se perceba melhor todo o alcance dessa pequena palavra: ver. A visão não é um certo modo do pensamnto ou presença a si: é o meio que me é dado de estar ausente de mim mesmo, de assistir por dentro à fissão do Ser, ao término da qual somente me fecho sobre mim.

.hanne hukkelberg | all day and all of the night


norueguesita experimental. myspace

.p19

o olho vê o mundo, e o que falta ao mundo para ser quadro, e o que falta ao quadro para ser ele próprio, e, na paleta, a cor que o quadro espera; e vê, uma vez feito, o quadro que responde a todas essas faltas, e vê os quadros dos outros, as respostas outras a outras faltas.

.um olhar

alguém mais vê?? tô surpresa até agora!!! ao terminar uma pizza de chocolate, um olho inesperado me observava fixamente ou vice-versa. (ela estava lá, só tirei a foto). olhar triste e distante....
vejo um rosto gritando em cima também, na 3ª foto, será?rs, ando "bebendo" demais!

.p17

O enigma consiste em meu corpo ser ao mesmo tempo vidente e visível. Ele, que olha todas as coisas, pode também se olhar, e reconhecer no que vê então o "outro lado" de seu poder vidente. Ele se vê vidente, ele se toca tocante, é visível e sensível para si mesmo. É um si, não por transparência, como o pensamento, que só pensa seja o que for assimilando-o, constituindo-o, transformamdo-o em pensamento - mas um si por confusão, por narcisismo, inerência daquele que vê ao que ele vê, daquele que toca ao que ele toca, do senciente ao sentido - um si que é tomado portanto entre coisas, que tem uma face e um dorso, um passado e um futuro.

.cherry blossoms•HANAMI


lin-do! está na 32ª mostra internacional de cinema em SP.
.solucei

.mostra sesc de artes 2008 | boca suja

enquanto comia um sandubs na cobertura do sesc paulista (vale muito a pena conhecer, um lugar lindinho, gostoso e MUITO barato), reparei que haviam poemas escritos nos guardanapos, engraçado que na hora pensei, gente será que todo mundo percebe isso? achei bem bacana ser surpreendida pelos poemas perdidos. Fui na terça e não reparei, será que já existiam? Depois, lendo o guia de programação da mostra vi que faz parte da intervenção literária BOCA SUJA- Oito breves poemas inéditos, impressos em guardanapos de papel, estabelecem uma pausa poética ao público dos restaurantes, lanchonetes e comedorias do Sesc. Escritos a próprio punho por: Angélica Freitas, Chacal, Fabiano Calixto, Fabrício Carpinejar, Fabrício Corsaletti, Paula Glenadel, Tarso de Melo e Verônica Stigger. Livre. Grátis.
Tá rolando até esse fim de semana a mostra sesc de artes 2008, que esse ano busca provocar pausa no nosso agitado cotidiano, deu certo, os guardanapos me fizeram pausar por um segundo.
Na imagem - Transparência,Fabrício Corsaletti e Sem Título, Paula Glenadel

.Little Joy | No One's Better Sake


projeto do Amarante com o baterista do Strokes. O disco completo sai em novembro, mas já soltaram umas musiquitas no myspace...mto bom!!!

one thought has me turning back • a dozen point the other way
reactable desire reach your hand for higher patience is worth the wait you've got knives in your eyes you would be happy not to change your mind I can't defend you truly when I worry about smoke instead of putting out the fire and if we work it out chances are bound we'd be standing our ground for no one's better sakegoodbye what are we waiting for? how faint might that light become when focused at from miles away? although my position just gives you an ignition be certain that I know my praise so is this how it ends?oh with a whimper in the place of a bang I can't defend you truly when I worry about smoke instead of putting out the fire and if we work it outchances are bound we'd be standing around for no one's better sake goodbye we would be friends if we tried again I'd take second place just to end the race for no one's better sake goodbye.

.hostel em SP

não sabia que aqui em SP existiam hostels(albergues), na verdade nunca pensei em procurar, mas sexta fomos em um na vl.mada, na verdade num bar, em baixo do hostel.
um dia andando pela av.paulista fiquei pensando que uma das coisas bacanas de se morar aqui é ser surpreendida entre diálogos de todo canto do mundo. tenho um prazerzinho brando em ouvir sonoridades diversas. sexta foi dia de francês, inglês e xingamentos em alemão.

.o outro céu | todos os fogos o fogo

aspas das aspas...
ces yeux ne t’appartiennent pas... où les as-tu pris ?
Les Chants de Maldoror-IV,5

.pessoa 61

Sou um poço de gestos que nem em mim se esboçaram todos, de palavras que nem pensei pondo curvas nos meus lábios de sonhos que me esqueci de sonhar até ao fim.

.quadrinhos bordados

Saiu uma notinha na seção Isto é quente da Revista Casa e Jardim desse mês (out/2008) sobre os quadrinhos bordados da moya! nhaa fofito | mais infos no site ookiiestudio.com

.coiffeur | ¡Qué mala suerte!


Sigo buscando la voz que me hable de vos de nuevas maneras.
El olor del pasto recién cortado augura una larga espera.
Ahí va tu imagen que habla más de mí, un holograma con movimiento.
Lo que se ve y lo que dejo entrever, ahora lo entiendoÂ….al menos eso creo.

Quiero volver a callar aquella palabra que nunca mencionamos.
¿Será inevitable repetir la misma escena una y otra vez?

Tal vez sea cierto, lo que queremos no es lo que hacemos, lo que buscamos esconde un defecto, ¿es la manera en la que construimos el momento, la acción, el movimiento?
Recuerdo ya estuve llorando por esto.

Tal vez sea cierto, lo que queremos no es lo que hacemos, lo que buscamos esconde un defecto, ¿es la manera en la que construimos el momento, la acción, el movimiento?
¿A vos que te parece?, ¿Qué pensás al respecto? Mejor no me lo digas, guardemos secretos.
Tengo una lista de películas que quiero ver.

Coincidimos y no es casualidad.
¡Qué mala suerte no es casualidad!

.subrayando cortázar

Además, desde muy joven adquirí una especie de deformación profesional, es decir, que yo pertenezco a esa especie siniestra que lee los libros con un lápiz al alcance de la mano, subrayando y marcando, no con intención crítica. En realidad alguien dijo, no sé quién, que cuando uno subraya un libro se subraya a sí mismo, y es cierto. Yo subrayo con frecuencia frases que me incluyen en un plano personal, pero creo también que subrayo aquellas que significan para mí un descubrimiento, una sorpresa, o a veces, incluso una revelación y, a veces, también una discordancia.
Las subrayo y tengo la costumbre de poner al final del libro los números de las páginas que me interesan, de manera que algún día, leyendo esa serie de referencias, puedo en pocos minutos echar un vistazo a las cosas que más me sorprendieron.

(trecho da entrevista realizada em 1976, França. Publicada no Cuadernos Hispanoamericanos, 364-366, outubro-dezembro, 1980, Madrid)

Quero sublinhar essa entrevista inteira!

.rabiscos perdido

ontem, enquanto lia Cortázar, vi um papel correr de um lado para o outro dentro do meu vagão. estiquei o pé e arrastei o papel até conseguir alcançar. Olha que fofo, tá sujinho, culpa do meu allstar.
É de alguém?

.pessoa | alberto caeiros

Sou um guardador de rebanhos
o rebanho é os meus pensamentos
e os meus pensamentos
são todos sensações.
Penso com os olhos e com os ouvidos
e com as mãos e os pés
e com o nariz e a boca.

.guimarães rosa

Só se pode viver perto do outro,
e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio,
se a gente tem amor.
Qualquer amor já é um pouquinho de saúde,
um descanso na loucura.

.trilha sonora

Estou viciada na trilha do filme les chansons d'amour, coloquei meus fones para caminhar!! sou super contra o uso de fones/mp3players, as pessoas estão num estado zumbi, dificilmente te olham no olho, vivem como robôs, fazem um percurso com ida e volta pré-definidos sem prestar atenção nas coisas e pessoas em volta, numa rotina diária, e isso não é culpa dos fones/mp3 players, eu sei, mas acentua e pra mim ele é a materialização desse estado. Enfim, só sei que essa trilha me levou para essa bolha imaginária e como é trilha de um musical tem um charme particular. Mas esse estado dura somente alguns trechos do dia, não posso perder momentos mágicos que me fazem sorrir (barulhos, sons, diálogos aleatórios). Alguns exemplos desses dias...

- mãe é muito legal andar de metrô!! (um menino japinha devia ter 3 anos, isso 8h da manhã, o metrô lotado, as pessoas todas espremidas)

- vem eu te ajudo, uma hora você precisa aprender. (presenciei a 1ª vez que uma senhorinha subiu a escada rolante, ela segurou o braço da amiga, deu um gritinho e riu)

(diálogo entre mãe e filho, de manhã, no metrô - ele estava sentado, com a cabeça apoiada, olhando pela janela)
- tá com sono filho?
- MÃE! a gente acabou de acordar!

- barulho dos pingos batendo no guarda-chuva e o som do vento matinal.

.les chansons d'amour : delta charlie delta | DCD


faz tempo que não saia de um filme assim. eu recomendo não clicar nesse vídeo se você pretende ver esse filme...
C'est mon dernier morceau dans l'air | c'est mon dernier rêve à la morgue | mon single pour célibataire | ma terreur dans un nom de code | delta charlie delta | sur la fréquence de la police | delta charlie delta | la chanson de la mort qui glisse | c'est un tube à tomber par terre | mais tu tombes avant de l'entendre | c'est la poussière à la poussière | le méchant petit tas de cendre | delta charlie delta | le stromboscope de l'ambulance | delta charlie delta | la chanson de la mort qui danse | c'est ton père qui dit que tu dors | ta mère qui voudrait te toucher | c'est le poids autour de ton corps | pour comprendre enfin que tu es | delta charlie delta | ca se danse la tete contre les murs | delta charlie delta | la chanson de la mort qui dure | delta charlie delta | sur la fréquence de la police | delta charlie delta | la chanson de la mort qui glisse | delta charlie delta | le stromboscope de l'ambulance | delta charlie delta | la chanson de la mort qui danse.

.pessoa | os grandes trechos | via láctea

Isso é natural que eu seja. O sonhador entende-se que seja assim. Toda a realidade me perturba. A fala dos outros lança-me numa angústia enorme. A realidade das outras almas surpreende-me constantemente. A vasta rede de inconsciências que é toda a ação que eu vejo parece-me uma ilusão absurda, sem coerência plausível, nada.

.hola cortázar


A preparação da viagem para buenos e uma conversa regada a cappucino e chádelimãocomcanelaecravo me inspiraram a procurar mais por Cortázar, engraçado que até no filme el mismo amor, la misma lluvia que acabei de assistir, ele é mensionado e aparece assim de relance num cartaz. Acabei achando a banda espanhola Migala, que musicou preámbulo a las instrucciones para dar cuerda a un reloj. Já sublinhei justamente as instruções para dar corda no relógio, mas na época não tinha dado importância para a introdução. Na quinta andando pela fnac os livros A Volta ao Dia em 80 Mundos e Último Round ficaram me olhando assim, fixamente...é Cortázar que bom te reencontrar.
(não sei se esse vídeo é da própria banda)

Preámbulo a las instrucciones para dar cuerda al reloj:
Piensa en esto: cuando te regalan un reloj te regalan un pequeño infierno florido, una cadena de rosas, un calabozo de aire. No te dan solamente el reloj, que los cumplas muy felices y esperamos que te dure porque es de buena marca, suizo con áncora de rubíes; no te regalan solamente ese menudo picapedrero que te atarás a la muñeca y pasearás contigo. Te regalan -no lo saben, lo terrible es que no lo saben-, te regalan un nuevo pedazo frágil y precario de ti mismo, algo que es tuyo pero no es tu cuerpo, que hay que atar a tu cuerpo con su correa como un bracito desesperado colgándose de tu muñeca. Te regalan la necesidad de darle cuerda todos los días, la obligación de darle cuerda para que siga siendo un reloj; te regalan la obsesión de atender a la hora exacta en las vitrinas de las joyerías, en el anuncio por la radio, en el servicio telefónico. Te regalan el miedo de perderlo, de que te lo roben, de que se te caiga al suelo y se rompa. Te regalan su marca, y la seguridad de que es una marca mejor que las otras, te regalan la tendencia de comparar tu reloj con los demás relojes. No te regalan un reloj, tú eres el regalado, a ti te ofrecen para el cumpleaños del reloj.

.não sossego

acabou, meu desassossego que durou 7 meses. Demorei 7 meses para ler Pessoa, sublinhando a maioria de suas palavras... mas não, não acabou (os post-its ainda guardam o resto do meu não-sossego)

.sou | nós

escutei, não gostei. To escutando de novo e to achando bembom.
no site do terra tem o cd pra baixar. saudadinhas

.martin klimas

registros de momentos que nunca mais voltarão a acontecer da mesma maneira, o fotógrafo Martin Klimas registra o momento exato da explosão de um vaso de flor, do cair das bolinhas de gude. A minha série favorita é a de bonecos de porcelana. lin-do!

.pessoa 461

O meu isolamento não é uma busca de felicidade, que não tenho alma para conseguir; nem de tranquilidade, que ninguém obtém senão quando nunca a perdeu - mas de sono, de apagamento, de renúncia pequena.

.She & Him • Why Do You Let Me Stay Here?


why do you let me stay here, all by myself?
why don't you come and play here?
i'm just sitting on the shelf
why don't you sit right down and stay a while?
we like the same things and i like your style
it's not a secret, why do you keep it?
i'm just sitting on the shelf
i gotta get you presents, let's make it known
i think you're just so pleasant, i'd like you for my own
why don't you sit right down and make me smile?
you make me feel like i am just a child
why do you edit? just give me credit
i'm just sitting on the shelf

.yearbook yourself

esse site é muito engraçado! perdi 564781423154121564 horas da minha vida! tem looks que não funcionam e outros ficam muito perfeitos! se você tem projetos para entregar, tecidos para bordar não clica nesse link!!! dicas: escolha uma foto meio de longe e horizontal, te poupará tempo na hora de configurar.

.pessoa 377

... Se cerrar os olhos, continuo vendo, pois que não vejo. Se os abrir nada mais vejo, pois que não via. Sou todo eu uma vaga saudade, nem do passado, nem do futuro: sou uma saudade do presente, anônima, prolixa e incompreendida.

. Koop • Koop Island Blues


Hello my love
It's getting cold on this island
I'm sad alone
I'm so sad on my own
The truth is
We were much too young
Now I'm looking for you
Or anyone like you

We said goodbye
With the smile on our faces
Now you're alone
You're so sad on your own
The truth is
We run out of time
Now youÂ’re looking for me
Or anyone like me

Na na na naÂ…

Hello my love
It's getting cold on this island
I'm sad alone
I'm so sad on my own
The truth is
We were much too young
Now I'm looking for you
Or anyone like you

.pessoa 427

Aprende a desligar as idéias de voluptuosidade e de prazer. Aprende a gozar em tudo, não o que ele é, mas as idéias e os sonhos que provoca. (Porque nada é o que é, e os sonhos sempre são sonhos.) Para isso precisas não tocar em nada. Se tocares, o teu sonho morrerá, o objeto tocado ocupará a tua sensação.

.burro morto


bembaum!!!

.pessoa 12

Viver é fazer meias com uma intenção dos outros. Mas, ao fazê-la, o pensamento é livre, e todos os príncipes encantados podem passear nos seus parques entre mergulho e mergulho da agulha de marfim com bico reverso. Croché das coisas...Intervalo...Nada...

.pessoa 284

Seja a expressão do nosso rosto um sorriso pálido, como de alguém que vai chorar, um olhar vago, como de alguém que não quer ver, um desdém esparso por todas as feições, como o de alguém que despreza a vida e a vive apenas para ter que desprezar.

.pessoa 317

Sim, os outros não existem... É pra mim que este poente estagna, pesadamente alado, as suas cores nevoentas e duras. Para mim, sob o poente, treme, sem que eu veja que corre, o grande rio. Foi feito para mim este largo aberto sobre o rio cuja maré chega. Foi enterrado hoje na vala comum o caixeiro da tabacaria? Não é para ele o poente de hoje. Mas, de o pensar, e sem que eu queira, também deixou de ser para mim...

.fondue pobreza ou pão com requeijão metidinho

Morar sozinha tem dessas coisas, tem dias que você fica cansada da própria comida, sair pra comer já virou uma monótona rotina e ir ao supermercado chega a ser interessante... Esses dias fiquei com uma vontade de comer fondue, mas não tava querendo muito papo com ninguém e fondue foi feito para comer entre amigos, pelo menos eu acho e os fabricantes de fondue também, porque todos os fondues são para 4 pessoas, pra falar a verdade tinha uma marca de fondue para 1 pessoa, mas o valor era o mesmo que servia 4 (como a$$im?) resolvi fazer um pseudo fondue baratinho e deu super certo.

Aqui vai a receita
1 pão francês ou 1 fatia de pão italiano cortado em cubinhos
2 colheres de requeijão(comum mesmo, fiz com requeijão de mussarela)
leve ao microondas num potinho de cerâmica o requeijão, esquente por 1 minuto ou 2. e pronto, mergulhe o pão e coma feliz! se quiser pode colocar um pouco de creme de leite pra ficar mais suave...fim
(na foto dá pra ver que rolou um capuccino de brinde, mas essa é outraaa história)

.3 na massa


massa!!! dia 14 no pompéia...ieee

.pessoa 207

Quantas coisas, que temos por certas ou justas, não são mais que os vestígios dos nossos sonhos, o sonambulismo da nossa incompreensão! Sabe acaso alguém o que é certo ou justo? Quantas coisas, que temos por belas, não são mais que o uso da época, a ficção do lugar e da hora? Quantas coisas, que temos por nossas, não são mais que aquilo de que somos perfeitos espelhos, ou invólucros transparentes, alheios no sangue à raça da sua natureza!

.esperanza spalding


esperanza spalding, baixista, canta em inglês, português e espanhol. esse videozin é da música ponta de areia, fofa, mas destaco também as música Samba em Preludio, If That's True e Mela.:)

Ponta de areia | Ponto final | Da Bahia-Minas | Estrada natural | Que ligava Minas | Ao porto do mar | Caminho de ferro | Mandaram arrancar | Velho maquinista | Com seu boné | Lembra do povo alegre | Que vinha cortejar | Maria Fumaça | Não canta mais | Para as moças | Flores janelas | E quintais | Ponta de areia | Ponto final | Da Bahia-Minas | Estrada natural | Que ligava Minas | Ao porto do mar | Caminho de ferro | Mandaram arrancar | Maria Fumaça | Não canta mais | Para as moças | Flores janelas | E quintais | Na praça vazia | Um grito, um oi | Casas esquecidas | Viúvas nos portais.

.pessoa 243

...Às vezes havia um chapinhar líquido de passos, um roçar por si mesmas de vestes molhadas. Uma ou outra vez, quando os passos eram mais, soava alto e atacava. Depois o silêncio volvia, com os passos que se apagavam, e a chuva continuava, inumeravelmente.

.o casaco

Um homem estava anoitecido.
Se sentia por dentro um trapo social.
igual se, por fora, usasse um casaco rasgado e sujo.
Tentou sair da angústia
Isto ser:
Ele queria jogar o casaco rasgado e sujo no lixo.
Ele queria amanhecer.

.5 dias

e depois de 5 dias, saiu...

.pessoa 241

...O silêncio entrara-lhe com a cor. Na atmosfera haviam-se fechado pétalas. E na própria composição do espaço uma interrelação diferente de qualquer coisa como planos havia alterado e quebrado o modo dos sons, das luzes e das cores usarem a extensão.

.pessoa 107

Não tenho idéia de mim próprio; nem aquela que consiste em uma falta de idéia de mim próprio. Sou um nómada da consciência de mim. Tresmalharam-se a primeira guarda os rebanhos da minha riqueza íntima.

.vive la fete: noir désir


Je veux être seul | reste-la, toi ta geule | je ne peux pas me calmer | laisse-moi tempêter | j'ai trop des tristes pensés | pour ça je veux crier | je ne suis pas content | furieux comme un enfant | c'est la manie | c'est la manie | je ne suis pas genée | j'ai un esprit troublé | donne-moi un peu de temps | ça passera par le vent | je veux être seul | reste-la, toi ta geule | je ne peux pas me calmer | laisse-moi tempêter | c'est la manie | c'est la manie | je veux être seul | reste-la, toi ta geule | je ne peux pas me calmer | laisse moi tempêter | c'est la manie.

.gh7

...mas não procures entender-me
faze-me apenas companhia

.la fin des terres


Uma mistura de teatro com dança, circo, marionetes e ilusionismo. Um universo absurdo, cheio de momentos mágicos, me senti como uma criança, a cada momento surpreendida por cenas fantásticas! a coisa mais linda-maravilhosa do planeta terra!!

Texto de Philippe Genty:
Encontrar...
Algo que corrói, que devora, que explode lá dentro.
O vazio se instala. Se prende a um detalhe.
Aprisionar o deserto que o cerca.
Um canto surge do fundo do deserto.
Que faz ele aqui nessa minúscula bolha de luz?
Quebrar o vazio, quebrar a escuridão que o cerca.
Mergulhar na matéria que ele não ousa tocar, que se esvai...

Encontrar o caminho que leva até lá, além do horizonte, do outro lado do céu.

TARDE DEMAIS.

O medo da escuridão o devora.
Perde-se no fundo da noite.
A ira aumenta.
O escuro adentra.
Flutua

Cai horizontalmente no rasgo. Força uma passagem.
Sacode, despedaça.
Olhos que observam. Olhos de crianças? não, outros olhos.

Dois locaios ou talvez dois enfermeiros.

Uma senhorinha varre a escuridão.

Um homenzarrão apaga a sombra daquela que ele procura.

Guiam-na, deslocam-na, ajudam-na, empurram-na.
Ela cai, rola. Ignoram-na.
Abrem uma mala e dela tiram coisas.

Ao longo desses encontros, progressivamente,
A escuridão na qual eles evoluem se fissura.

Ela distingue formas.
Ele aprisiona o olhar.
Com esse olhar seus primeiros tremores,
desejos,
prazeres
se abrem para outro tempo.

Um vaguear.
A descoberta de algo que se encontra em algum lugar
além do
fim
das
terras.

.pessoa 293

encontro-me então, nestas almas em que me precipito às vezes, desamparado e oco, parecendo que morri e vivo, pálida sombra dolorida, que a primeira brisa deitará por terra e o primeiro contacto desfará em pó.

.pessoa 310

minha alma é uma orquestra oculta; não sei que instrumentos tangem e rangem, cordas e harpas, tímbales e tambores, dentro de mim. Só me conheço como sinfonia.

.invasão tsunami

meu painel

passou eu não consegui postar antes!
Exposição Invasão Tsunami lá no Bunkyo que aconteceu nos dias 23,24 e 25 de maio com o coletivo moyashis! yaaa

.kraak & smaak: squeeze me


videozin da música "squeeze me" muito bacana da banda Kraak & Smaak usando flip book!

.pessoa 87

Um colo ou um berço ou um braço quente em torno ao meu pescoço... uma voz que canta baixo e parece querer fazer-me chorar... O ruído de lume na lareira... Um calor no inverno... Um extravio morno da minha consciência... E depois sem som, um sonho calmo num espaço enorme, como a lua rodando entre estrelas...

.pessoa 197

O tempo! O passado! Aí algo, uma voz, um canto, um perfume ocasional levanta em minha alma o pano de boca das minhas recordações... Aquilo que fui e nunca mais serei! Aquilo que tive e não tornarei a ter! Os mortos! Os mortos que me amaram na infância. Quando os evoco, toda a alma me esfria e eu sinto-me desterrado de corações, sozinho na noite de mim próprio, chorando como um mendigo o silêncio fechado de todas as portas.

.pessoa 60

É nobre ser tímido, ilustre não saber agir, grande não ter jeito para viver.
Só o Tédio, que é um afastamento, e a Arte, que é um desdém, douram de uma semelhança de contentamento a nossa....
Fogos-fátuos que a nossa podridão gera, são ao menos luz nas nossas trevas. Só a infelicidade eleva - e o tédio, que da infelicidade curtimos, é heráldico como são descendentes de heróis longínquos.

.chasing pavements


I've made up my mind, Don't need to think it over, If i'm wrong i am right, Don't need to look no further, This ain't lust, I know this is love but, If i tell the world, I'll never say enough, Cause it was not said to you, And thats exactly what i need to do, If i'm in love with you, Should i give up, Or should i just keep chasing pavements? Even if it leads nowhere, Or would it be a waste? Even if i knew my place should i leave it there? Should i give up, Or should i just keep chasing pavements? Even if it leads nowhere, I'd build myself up, And fly around in circles, Wait then as my heart drops, And my back begins to tingle Finally could this be it, Should i give up, Or should i just keep chasing pavements? Even if it leads nowhere, Or would it be a waste? Even if i knew my place should i leave it there? Should i give up, Or should i just keep chasing pavements? Even if it leads nowhere, Should i give up, Or should i just keep chasing pavements? Even if it leads nowhere, Or would it be a waste? Even if i knew my place should i leave it there? Should i give up, Or should i just keep chasing pavements? Even if it leads nowhere.

sombritas dançantes...vale a pena ouvir as outras músicas da gordelinha Adele ;)

.yael naim


new soul :I'm a new soul i came to this strange world hoping. I could learn a bit about how to give and take. But since i came here felt the joy and the fear. Finding myself making every possible mistake. La-la-la-la-la-la-la-la...
I'm a young soul in this very strange world. Hoping i. Could learn a bit about what is true and fake. But why don't please trying. To comunnicate finding. Just that love is not always easy to make. La-la-la-la-la-la-la-la...
This is a happy end cause'. You don't understand. Everything you have done why's. Everything so wrong. This is a happy end. Come and give me your hand i'll. Take your far away. I'm a new soul. I came to this strange world
Hoping i. Could learn. A bit about how to give and take. But since. I came here fellt the joy and the fear. Finding myself. Making every possible mistake.La-la-la-la-la-la-la-la...

nova paixonite! destaque também p/ a música Paris...oun

.pessoa 11

Nós nunca nos realizamos. Somos dois abismos - um poço fitando o céu.

.pessoa 28

Um hálito de música ou de sonho, qualquer coisa que faça quase sentir, qualquer coisa que faça não pensar.

.pessoa 17

São horas talvez de eu fazer o único esforço de eu olhar para a minha vida. Vejo-me no meio de um deserto imenso. Digo do que ontem literalmente fui, procuro explicar a mim próprio como cheguei aqui.(desassossego)

.protetor para sapatos

Para os dias de chuva nada melhor que galochas fofas, já citadas aqui. Mas agora aparece um protetor de sapatos, feito de borracha, para ser usado por cima do sapato mesmo, protegendo o pé da chuva, da lama, etc. Vem na versão bota e sapatilha, da Swims.

sumiê

video
Vídeo onde a artista plástica Susan Hirata explica a técnica sumiê e ensina a pintar um bambu. No site da Revista Nova Escola tem outro video que ensina a desenhar uma ameixeira.

.sabi

Sabi significa "solidão". No zen, apresenta o conceito de desligamento do mundo e dos fenômenos para um estado de "nada". o Shodo e o Corpo

.LEGO Art

Site do artista plástico Nathan Sawaya, suas esculturas são feitas somente com peças de LEGO®.

.e-zine sacapuntas

Sacapuntas é o e-zine mensal e gratuito da Associação de Desenhistas da Argentina (ADA), conta com a colaboração de profissionais do meio editorial e das artes visuais.

.feliz 2008!!!


Sei que é mega clichê falar que o ano só começa depois do carnaval, mas passou o natal, ano novo, meu aniversário e parecia que os 12 meses de 2007 tinham virado 14, estava em total clima de continuação. Sinto que agora o meu 2008 realmente comecou!!! vamo arriba! (esse vídeo[????] não está um dos melhores, mas foi o único que o som tava bom)

tarzanes - vamo arriba!
despiertate levantate al ritmo de tarzanes
cuenta 123 vamo arriba!!! apaña!!
con la cara llena de risa, como politico en campaña,
arriba mi gente aunque esten con la caña
pegaos a la cama con telarañas, .... yo!
salto a las pantuflas, prendo la estufa
me meto a la ducha
canto lo que sea, me jabono las %^$#@!!!

ooohhh yeeeaa!

thats fucking right!
es lo que hay....
contra tarzanes no jugai
vamos de titulares y el resto de suplentes
despierta abre los ojos, vamo arriba mi gente....

vamos arriba! vamo arriba!
vamos arriba de la cama a la cima....
vamos arriba! vamo arriba!

Después d´una noche´n jarana
No queda más que ir a la cama
¿Cómo despertarás pa´mañana?
Mal, si nada puede sacarte el hacha
Levanta, son las tantas, ´l gallo canta, fuma planta, una fanta más chela santa aclara la garganta poco falta para darme una ronda de Malta
Técnica del ebrio, más alcohol pa´apagar el incendio
Para prepararme para la patada que me llegará a la guata por exceso, ¿Qué es eso?
El anti-galán que te tira besos borracho, un cacho, ¡Al tacho!
En todo caso arriba mi gente, solo vamos de paso.

vamos arriba! vamo arriba!
vamos arriba de la cama a la cima....
vamos arriba! vamo arriba!

.istanbulstreetstyle

Mais um Street Style, adoro ver o que as pessoas estão usando nas ruas de vários cantos do planeta! Istabul Street Style

.exposição xilogravura japonesa

Exposição de xilogravura japonesa lá no Sesc Consolação. Trabalhos resultantes do curso de xilogravura com procedimento japonês(ukiyo-e), sob a orientação de Flávia Yue. Espaço Expositivo, 8º andar. 02/01 a 31/01, de segunda a sexta, das 9h às 21h, sábados e feriados, das 9h às 17h.

.2007

17 livros
* Contos e Poemas para Crianças de Todas as Idades vol.2, Harold Bloom (dez:07)
* Graphic Art of Japan, Owen E. Holloway (nov:07)
* Contos e Poemas para Crianças de Todas as Idades vol.1, Harold Bloom (nov:07)
* Desenhando a Superfície, Renata Rubim (nov:07)
* Gueixa, Liza Dalby (out:07)
* Os Signos do Design, Wilton Azevedo (set:07)
* Fora de Hora, Julio Cortázar (set:07)
* As Cidades Invisíveis, Ítalo Calvino (ago:07)
* A Paixão Segundo G.H., Clarice Lispector (jul:07)
* Histórias de cronópios e de famas, Julio Cortázar (jun:07)
* O Livro de Areia, Jorge Luis Borges (jun:07)
* Fragmentos de um Discurso Amoroso, Roland Barthes (maio:07)
* Breakfast at Tiffany’s, Truman Capote (maio:07)
* Aula, Roland Barthes (abril:07)
* Mitologias, Roland Barthes(abril:07)
* Água Viva, Clarice Lispector (abril:07)
* TAZ: Zona Autônoma Temporária, Hakim Bey (mar:07)

48 filmes
# Dans Paris
# Kikujirô no Natsu
# Encantada
# Volver
# A Mulher é o Futuro do Homem
# Route 225
# Mulher na Praia
# El Pasado
# Ratatouille
# Last Days
# Spanglish
# Lie with Me ♡
# Melissa P.
# Everything is Illuminated
# Music and Lyrics
# Moya Lyubov ♡♡♡
# Len´s Love Story ♡♡♡
# China ♡♡
# Le Loup Blanc ♡♡♡
# Nocturne Mozart Minute 09
# Sexy Thing
# The Little Samurai
# L`Enfant
# Irreversible ♡♡
# Secretary
# Lucky 7
# Welcome to the Doll House
# Cão Sem Dono ♡♡
# En Soap ♡
# Paris Qui Dort ♡
# Entr'acte ♡♡♡
# The Secret Life of Words
# 33
# Não por Acaso ♡
# Shrek III
# Princesas ♡♡
# Fauteils d'Orchestre
# Red Road ♡♡
# Ai Ni Ai Wo ♡
# Miss Potter
# Little Children
# Les Amants Réguliers ♡♡♡
# The Little Prince
# Transamerica
# C.R.A.Z.Y
# Crash
# Match Point
# Party Monster

12 teatro danca etc
* O Natimorto
* Miss Saigon
* O Processo ♡♡♡
* O Pior de São Paulo
* Yo Soy Frida
* Promisqüidade
* A Invenção de Lorem ♡
* Alice
* Educação Sentimental do Vampiro
* Os Leões ♡♡
* Performance Horizontal ♡♡♡
* Performance Sensorial ♡♡♡